EYCA | European young chef award

 In Notícias

A aluna Beatriz Costa, que terminou os seus estudos secundários no ano lectivo passado na escola Didáxis em Vila Nova de Famalicão, foi a vencedora do MYCA ( Minho Young Chef Award) em maio deste ano e representou a gastronomia minhota no passado dia 26 de novembro em Galway na Irlanda no EYCA (european young chef award).

Para a prova a jovem aluna de 18 anos elaborou um prato de carne porco bísaro em vinha d’alhos com um arroz de feijão tarrestre apresentando assim um prato onde estavam patentes diversos elementos da região do minho.

A Beatriz recriou o prato tradicional de vinha d’alhos e deu-lhe uma versão contemporânea. “É um prato verdadeiramente minhoto, com feijões tarrestres, produzidos em Arcos de Valdevez, mas também equilibrado, com hidratos de carbono, proteína e vegetais”, explica o chef Renato Cunha, embaixador do MYCA e mentor da Beatriz na preparação para a prova.

Nesta prova, onde pela primeira vez Portugal se fez representar através do Consórcio Minho Inovação, estiveram em competição diversas regiões europeias:

  • Catalonia, European Region of Gastronomy awarded 2016
  • Minho, European Region of Gastronomy awarded 2016
  • Aarhus-Central Denmark Region, European Region of Gastronomy awarded 2017
  • Galway-West of Ireland, European Region of Gastronomy awarded 2018
  • North Brabant, European Region of Gastronomy awarded 2018
  • Sibiu, European Region of Gastronomy awarded 2019
  • South Aegean, European Region of Gastronomy awarded 2019
  • Kuopio, European Region of Gastronomy awarded 2020
  • Slovenia, European Region of Gastronomy awarded 2021
  • Terra di Marca (Italy)

O vencedor foi o jovem Andreas Bjerring da região Aarhus-Central Denmark cuja região obteve o galardão de “ European Region of Gastronomy 2017”com o prato “Memory of my Childhood” prémio este atribuído pelo júri estrela Michelin e embaixador de Galway-West of Ireland, European Region of Gastronomy 2018, JP McMahon.

Andreas inovou a receita original usando exclusivamente ingredientes locais, transformando um prato tradicional muito simples, adicionando uma única explosão de sabores e texturas.

JP McMahon felicitou todos os participantes e admitiu que o júri teve uma difícil tarefa. Sublinhou como todos eles tiveram propostas interessantes no que respeitou às narrativas que trouxeram nas suas apresentações e sua culinária. Ressaltou também o facto da iniciativa europeia “Young Chef Award” celebrar a diversidade gastronómica Europeia.

Esta iniciativa no European Young Chef Awards está inserida na candidatura “Minho Região Europeia da Gastronomia”, aprovada pelo PO Norte 2020 e liderada pelo Consórcio Minho INovação que integra as três Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, Cávado e Ave.